Casa Cor Bahia 2011: Brinquedoteca

A Casa Cor® Bahia é um evento realizado anualmente que movimenta o mercado de arquitetura e decoração baiano. Este ano, a mostra está sendo realizada no antigo Salvador Praia Hotel, no bairro de Ondina, um imóvel que se tornou ícone na década de 70.

O Conversa de Menina está de olho nos ambientes que possuem a cara da mulher baiana e publicará nas próximas semanas algumas entrevistas com os arquitetos e decoradores responsáveis por alguns dos ambientes expostos na mostra. A escolha dos ambientes obedecem ao seguinte critério: espaços femininos ou relacionados ao universo feminino. Infelizmente, não dá tempo de escrever sobre todos os projetos… mas se você, leitora, se interessou por algum em especial, comente que corremos atrás!

O primeiro ambiente da série é a Brinquedoteca desenvolvida pela dupla Janete Chaoui e Vivianne Freitas. Sonho de consumo das crianças e delírio das mães de plantão, o ambiente infantil consegue reunir beleza, funcionalidade e diversão num espaço lúdico.


Conversa de Menina – Qual a inspiração para o projeto da Brinquedoteca?

Janete Chaoui – A Brinquedoteca surgiu da ideia de criar um espaço que propiciasse o resgate do “brincar” e que levasse a criança para o mundo da fantasia. Todos os elementos do espaço foram inspirados em ícones do imaginário infantil, como o portal de entrada, que faz referência a um arco-íris e faz essa transição de quem chega à Casa Cor ao mundo das crianças. O camarim com fantasias foi criado para estimular a imaginação das crianças e fazer com que elas experimentem os personagens, que fazem referência aos papéis da vida, entrando nos mundos mais diversos da fantasia. Uma bancada com espelho e muita maquiagem foi colocada para dar uma ajuda nessa transformação. A diversão continua com um castelo de contos de fadas que permite a criança subir e escorregar em uma piscina de bolas.

Apesar do foco no resgate dos valores primordiais da infância, não dá para deixar de lado a tecnologia. No espaço foram colocadas duas TVs Led e tecnologia 3D acopladas com um Bluray para passar filmes. O tom lúdico é ratificado com a utilização das quatro cores primárias (azul, amarelo, vermelho e verde) que conferem a unidade de linguagem de todo o projeto.

CDM – Explique porque o conceito de um ambiente idealizado para crianças é diferente do ambiente projetado para adultos.

JC – A criança se transporta para o mundo da imaginação com uma facilidade incrível, uma simples caixinha pode ter inúmeros significados e funções. Cada detalhe é capaz de transportá-la para outro mundo. Esta característica torna o espaço um estímulo para a fantasia, então há um trabalho maior do que em outros projetos em cima do que é subjetivo e abstrato. Como o portal de entrada, cada criança fará uma leitura pessoal daquilo e criará um universo em cima dessa fantasia. É importante também estimular o aprendizado. O projeto de marcenaria foi pensado de uma maneira em que as gavetas e baús se encaixam, como no jogo do tetris e com cubos que se combinam e formam diferentes personagens. Ou seja, tudo no ambiente é possível combinar, encaixar e interagir. A brinquedoteca é um ambiente que desperta a curiosidade das crianças. Além disso, quando projetamos para crianças existe uma preocupação maior com o fator segurança. Na espaço, os pisos escolhidos além de serem reciclados, amortecem impacto em caso de quedas e são antiderrapantes, e em volta da piscina de bolas, espaço de muita movimentação, as paredes são acolchoadas. A altura do mobiliário é também adaptada para se tornar acessível aos pequenos. A criatividade fica sem limites, daí precisamos organizar as idéias e definir um conceito, e o mais importante!!!!! Seguir o conceito para que o projeto tenha uma leitura clara e definida.

CDM – Houve prazer ao fazer esse projeto? Algo especial em relação a outros já finalizados?

JC – A liberdade de criação que o tema “brincar” propiciou foi o grande prazer. Esse projeto permitiu deixarmos a imaginação nos guiar, brincar com nossos sonhos de criança.

CDM – Quais os materiais utilizados no projeto? E onde quais os fornecedores?

JC – Piso emborrachado e piso ecológico no deck, feito de pneu reciclado da Fonseca Shop, além de amortecer impacto por queda, reduz impacto ambiental. Estante em laca da Bomtempo. Bancada em mármore arabescato da Pavimenti. Pastilha de vidro em cores variadas da Pavimenti. Cadeira clássica da Casabella. Foram usados muitos Papéis de parede e plotagens da Quatro Estações. Muitos detalhes em gesso. Vários Espelhos da Design Vidros e um espelho clássico da Bagdá. Iluminação com leds e RGB (muda de cor), isso reforça o ar lúdico da Luzelle. Pintura Jeans da Suvinil. Cadeiras, mesas e cavalinho em metacrilato com as cores constantes no espaço, ou seja, amarelo, vermelho, azul e verde da Home Design. E muita marcenaria.

Contato das arquitetas: Av. ACM, 3213, sala 1006, Candeal. Salvador – BA. Tel.: (71) 3451-2583 / 8194.1199 / 3285.5933 / 9979.4920. janetechaoui@gmail.com / viviannedecor@gmail.com

Anúncios

Sobre Carol Carvalho

Jornalista e virginiana. Mãe de Maria Eduarda e Maria Fernanda. Mulher. Interessada em viver, em manter amigos por perto, em fazer a empresa crescer. Apaixonada pelo maridão e aprendendo a conviver com a saudade.
Esse post foi publicado em Decoração e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

DEIXE UM COMENTÁRIO!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s