Demaquilante antes ou depois?

*Texto e pesquisa de Andreia Santana

É uma dúvida comum  para muita gente, se o demaquilante deve ser usado antes ou depois e as respostas tanto de especialistas quanto de outras blogueiras variam muito. Há quem adote antes (como eu) e há os que preferem usar depois do banho, como uma etapa final da limpeza da pele, antes de dormir.

Acredito que quem faz dessa maneira está confundindo demaquilante com adstringente e as duas coisas não são sinônimas. O demaquilante serve para remover resíduos de maquiagem do rosto e olhos, sendo encontrados na forma bifásica (para olhos e rosto) ou em versões específicas para cada caso, podendo ainda ser oleosos ou à base de água, para peles oleosas, secas, normais ou sensíveis, entre outras especificações.

Já o adstringente, que pode até socorrer para tirar maquiagem numa emergência, na verdade é um produto de limpeza da pele que serve para desobstruir  e minimizar a aparência dos poros, ajuda a remover impurezas como resíduos da poluição da rua e, principalmente elimina a oleosidade da pele. A definição do termo adstringente em Biologia é mais ou menos essa aqui, segundo o Dicionário Aurélio: “produto que contrai, estreita, reduz, produz constrição, união, ligação; que contrai os tecidos e vasos sanguíneos, diminuindo a secreção das mucosas”.

Quem usa demaquilante após o banho, como etapa final de limpeza da pele, argumenta que tira “o grosso” da sujeira com água e sabão e depois elimina os resíduos com o demaquilante. O argumento é combatido pelos dermatologistas porque água e sabão NÃO removem maquiagem, de jeito nenhum. A verdade é que, minha dermato até treme se alguém falar isso perto dela, sabonete comum, que limpa o corpo, não serve para lavar o rosto. Não se sua intenção é manter a pele jovem e com viço por mais tempo. Não é por pura e simples frescura que existem tantos produtos para cuidar do rosto. Essa região é delicada, a pele é mais fina e sensível, e fica também bastante exposta – ninguém usa roupa no rosto – daí a necessidade de cuidados especiais como proteção solar, por exemplo. E no caso das mulheres, que usam maquiagem diariamente (a maioria, ao menos) cuidar do rosto torna-se necessidade “vital” no final do dia.

Como disse no começo do post, faço parte do time que usa o demaquilante antes do banho. Mas, como não posso dar 100% de garantias de que estou certa e que quem faz o contrário está errada, só posso falar da minha experiência. Faço assim, em cinco passos:

1 – Ao chegar da rua e começar a remoção da make, apelo para lenços demaquilantes. Uso de várias marcas, depende do que eu encontrar  mais fácil para comprar quando o estoque termina: Nívea Visage, Natura Faces, Neutrogena (em mim qualquer um desses funciona).

2 – Após passar um ou dois lencinhos no rosto (tudo vai depender do tipo de make que fiz, se uma mais carregada ou mais leve), entro com um demaquilante líquido, geralmente adoto bifásico, embebido em algodão macio, para não agredir a pele do rosto. Uso também cotidianamente, a depender do que tiver à mão: Chronos Natura, Mary Kay, Contém 1g etc. Também já usei o líquido da Nívea e o Vicky, que é xodó das fashionistas. A Pharmapele (farmácia de manipulação) também tem um muito bom.

3 – Passado o demaquilante, daí vou tomar meu banhozinho (sem chance de eu chegar da rua, por mais cansada que esteja e não tirar a make e tomar um bom banho, nem que tenha vindo de um plantão de 12 horas  de reportagens em pleno Carnaval – o que é o equivalente a uma balada. Se não fizer meu ritual, não consigo dormir). Durante o banho, uso no rosto sabonete em gel facial, para remover o resíduo de demaquilante do rosto. Isso é importante para mim porque tenho a pele oleosa e é nessa fase dos cuidados que opto por produtos específicos para o meu tipo de pele ou que ajudem a remover oleosidade. Costumo usar qualquer um desses aqui: cleanser 3 em 1 da linha Timewise, da MK; o gel da linha Natura Faces para pele oleosa, o Clearskin Professional da Avon (que faz uma leve esfoliação – daí uso só uma ou duas vezes na semana), o sabonete líquido Dermotivin – excelente para pele oleosa e acneica; o sabonete líquido para pele oleosa da linha Chronos Natura; gel de limpeza da Nívea Visage, Clean & Clear Johnson ou L´oreal, sempre fáceis de achar na farmácia, etc.

4 – Após o banho, aí sim, seco o rosto e passo levemente, com um algodãozinho, um pouco de adstringente, principalmente na zona T. Quem não tem pele oleosa e com tendência a acne, como eu, pode até pular essa parte. Se bem que, “propriedades de contrição” (fechar os poros, lembram?)

5 – E para finalizar, uso um hidratante facial noturno – em consistência de gel/creme – para nutrir – e acalmar a pele depois de tanta limpeza – durante o soninho. Gel-creme por causa da oleosidade. Existem diversas marcas bacanas no mercado e adequadas aos vários tipos de pele. Eu costumo usar as versões das marcas já citadas acima. Pele oleosa, volto a repetir, precisa sim de hidratação.

Imagino que quem não tem muita paciência para cuidados diários com a pele já desistiu no segundo passo, mas digo para vocês que comigo funciona bastante. Além dos benefícios ao rosto – e aqui vale lembrar que tem de estender os cuidados ao pescoço e colo – , que são indiscutíveis e qualquer dermatologista vai atestar isso, esse ritual é uma forma de automassagem no ego. Depois de um dia, muitas vezes estressante, de trabalho, esse momento “eu comigo mesma” traz benefícios para qualquer pessoa. É quase uma autohipnose, uma técnica de relaxamento que no final da noite, revela-se excelente sonífero. Caio nos braços do rei Morpheu serena e de pele reluzente. Indico!

*A experiência é minha, mas as fotos das modeletes são das marcas de cosméticos.

**Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Anúncios
Esse post foi publicado em Beleza, Cosméticos, Dicas, Marcas, Moda, Necessaire, Pele e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Demaquilante antes ou depois?

  1. Andreia,
    eu faço o mesmo “ritual” que você. Quando tô com make também tiro antes do banho. Se estiver sem make, começo já no passo do sabonete.
    Beijos!

  2. Oi Isa,
    E você deve notar que a pele assim cuidada fica outra coisa 🙂 Beijão

  3. Mabia Barros disse:

    Confesso que meu sono noturno (o da madrugada, na verdade) é sensível. Se eu tomo banho, eu desperto. Para mim é super fácil virar a noite e continuar trabalhando normalmente no dia seguinte. Daí, se eu chego em casa duma noitada às cinco da manhã, não tomo banho não. Mas faço uma espécie de banho de gato. E faço questão de retirar toda a maquiagem. Lenço umedecido, mais demaquilante em creme. Como eu uso o xampu johnson’s como demaquilante também, não lavo o rosto de novo, mas aí, depois vem tônico e hidratante. É um trabalhinho, mas vale a pena. Solução, também, é achar alguns produtos tipo dois em um. Não é para usar sempre, pois não são tão bons, mas na hora da preguiça, evita que a gente durma sem limpar a pele.

  4. Dormir sem limpar a pele nem pensar, Mabia, tá certíssima! Bjos

  5. HELÔ disse:

    Adorei o post, especialmente a parte que fala do ritual de auto-massagem. Pura verdade!
    Sigo esses passinhos mas às vezes não aguento chegar na parte do banho, rs, chego tão morta que não aguento.
    Mas lavar o rosto e passar todos os creminhos que ele tem direito é essencial mesmo, hein, mulherada! Qdo bater aquela preguicinha, pensem em como vai ser bom chegar aos 40 com carinha de 35, hehehe!

  6. ótimo incentivo Helô 🙂 beijão!

Os comentários estão encerrados.