Luto: Morre Zilda Arns, mulher que fez a diferença

Zilda Arns em uma de suas palestras. Crédito das imagens: Agência Brasil

A médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, criadora das pastorais da Criança e do idoso, indicada ao prêmio Nobel da Paz em 2006, foi uma das vítimas do forte terremoto que abalou o Haiti e foi sentido em boa parte do pacífico caribenho nesta terça-feira à noite. Zilda Arns viajou ao Haiti para fazer uma palestra sobre combate à desnutrição e voltaria para casa no próximo sábado, dia 16. Infelizmente, quis o destino que ela estivesse no local de uma tragédia de grandes proporções. Foram três terromotos, um deles alcançou 7 graus, o mais alto na escala Richter. Os abalos derrubaram um hospital e diversos edifícios e casas, ferindo moradores e turistas de Porto Príncipe, a capital haitiana. Também atingiu as instalações do exército brasileiro – há tropas do país, inclusive baianos, servindo nas forças de paz da ONU naquela ilha – e até a embaixada brasileira foi afetada. Enquanto os governos do Brasil e EUA tentam mitigar o sofrimento dos haitianos e descobrir informações sobre as vítimas, Conversa de Menina faz uma singela homenagem à Zilda Arns, uma mulher que sem dúvida, ao longo dos seus 76 anos de vida, fez a diferença.

Alguns anos atrás, fui uma das repórteres que entrevistou a médica durante um evento da pastoral da criança, em Salvador. Fiquei impressionada com a força de caráter e a bondade e delicadeza demonstrados por aquela senhora quase da idade da minha mãe, tão ativa e dinâmica, cheia de energia e com tanta vontade de ajudar aos outros. Incansável, ela vivia viajando, militava pela diminuição da mortalidade infantil nos países subdesenvolvidos, militava contra  a fome, era inteligentíssima e profunda conhecedora da natureza humana.

Para quem tem curiosidade em saber mais sobre quem foi Zilda Arns, abaixo uma resumida biografia:

Pediatria social era uma das especialidades da médica, incansável militante no combate a mortalidade infantil e manterna

Zilda Arns nasceu em agosto de 1934, em Santa Catarina. Era irmã do cardeal e arcebispo de São Paulo, D. Paulo Evaristo Arns.  Estudou medicina em Curitiba e escolheu a pediatria como carreira, tendo trabalhado durante anos em prol da diminuição da mortalidade infantil e materna e pelo fim da violência doméstica contra crianças. Ao longo da carreira, fez dezenas de cursos de especialização: em medicina sanitária, educação física, pediatria social, educação em saúde materno-infantil. No começo dos anos 80, ela coordenou a primeira grande campanha de vacinação contra a poliomielite em Santa Catarina e o método que ela desenvolveu foi posteriormente adotado pelo Ministério da Saúde em todo o país. Em 1983,  criou a Pastoral da Criança e desde então, percorreu diversos países no seu trabalho como médica, sanitarista e divulgando os trabalhos da pastoral. Os caminhos da solidariedade levaram Zilda Arns até a Indonésia, Angola, Estados Unidos e quase toda a Europa. Graças ao trabalho na pastoral da Criança, essa mulher que ainda encontrou tempo para criar cinco filhos sozinha – ficou viúva em 1978 – recebeu da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a missão de criar a Pastoral da Pessoa Idosa, o que ela fez em 2004. Por sua luta em prol da infância, Zilda Arns recebeu diversos prêmios e títulos nacionais e internacionais. Além da indicação ao Nobel, um dos prêmios internacionais de destaque foi o título como “heroína da saúde pública das Américas”, concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Anúncios
Esse post foi publicado em Cidadania, Educação, Luto, Mulher, Personalidades, Saúde, Sociedade e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Luto: Morre Zilda Arns, mulher que fez a diferença

  1. Pingback: Luto-Morre-Zilda-Arns-mulher-que-fez-a-diferenca : Sysmaya

  2. MERINHA disse:

    Amei a homenagem feita e esta admirável mulher. Que nós mulheres neste DIA INTERNACINAL DA MULHER, nos espelhamos em mulheres como ZILDA ARNS. E claro muitos outras que nos orgulham…..

  3. Gabriel o cara ou gostoso! disse:

    Adorei peguei todos os detalhes dessa batalhadora que foi zilda arns sempre apoiei esse guerreira e estou triste na morte dela só que ela esta feliz la em cima,no ceu,com JESUS!

  4. carolina disse:

    a historia de zilda faz com que milhares de pessoas se espelham no seu trabalho e dedicação..Ahistória faz memoria,memoria faz história.

  5. Leticia Linfoticil disse:

    Bom adorei o texto de ZILDA ARNS..
    prescisava de fazer um trabalho sobre ela e realmente tirei nota maxima. Parabéns a todos.

  6. Obrigada Letícia, fico feliz em termos ajudado. Abraços!

  7. Fiquei muito triste quando soube da morte da Zilda Arns, ela foi uma pessoa muito boa para muitas pessoas, e eu tenho certeza que todos estão agradecendo tudo que ela fez por todos, enquanto tem gwnte espalhado ai pelo mundo matando,fazendo maldades por ai, Zilda foi lá e também tentou acabar com isso ajudando a nãio fazer e ela foi boa ensinando e acolhendo a todos que foi necessário.
    que que a Zilda Arns seja felçiz la em cima concerteza com Deus e Jesus a ajudando Zilda a cuidar dos necessários como ela cuido aqui em baixo conosco.
    Zilda foi uma pessoa muito boa aqui em baixo, e esta continuando a ser la em cima.
    Eu sou Mariana Ferreira alves, tenho 11 anos.

  8. Oi Mariana. Obrigada pela linda mensagem. Beijos.

  9. dayane disse:

    eu me orgulho de ser mulher e nao consigo imaginar quantas pessoas ela ajudou.e tambem a homenagem que voces fizeram para a Draª Zilda Arns

DEIXE UM COMENTÁRIO!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s