*Hora de fazer a faxina no guarda-roupa

Periodicamente, mais ou menos a cada três meses, costumo botar os armários em ordem. Boa parte das vezes, é a cabeça que precisa ser ordenada. Quando mexo em vestidos, sapatos, lingerie, tirando das gavetas e cabides tudo o que não me serve mais, também elimino sentimentos negativos, os ressentimentos que as vezes a gente tranca no guarda-roupas. Junto com as meias elastecidas e que não seguram mais no calcanhar, jogo fora mágoas, pensamentos mesquinhos, sim todos os temos de vez em quando. Do grande bota-fora, separo o que não me cabe mais porque engordei ou emagreci e exercito um verbo muito bonito: compartilhar. O que não serve para mim, pode muito bem fazer outra pessoa feliz. Nunca fui de vender nada, fazer liquidação de garagem, brechó, nada disso. Eu dou. Prefiro dar alguma coisa a vender. E talvez por isso, por fazer a energia circular na minha vida, nunca tenha me faltado nada de realmente importante. Também não dou nada que seja imprestável para uso. O que não tem mesmo serventia, vira material reciclado, realimenta a cadeia, a ideia é poluir o mínimo possível, já que nosso modo de vida não permite que a gente produza lizo zero. Me recuso a distribuir farrapos. Também não sou de comprar em excesso, meu armário é pequeno, cabe o essencial. Mesmo desse essencial, sempre há o que dividir. No fim do ano, naquela preparação para o ano novo, costumamos caprichar mais na faxina. É nessa fase que a cabeça precisa de mais ordem não é? Para rever as metas do ano que finda e replanejar para o que chega. Por isso, hoje publico aqui no blog algumas dicas de uma personal stylist, para ajudar quem pretende arrumar os armários. As dicas de Sabina Donadelli são de ordem prática, para evitar gastar muito nas peças de reposição e para evitar o consumo compulsivo, trocando-o por aquele feito com consciência. A arrumação na alma, na cabeça, nos planos, para esse tipo de coisa não existe receita. Compartilhei com vocês um pouco de como eu funciono, mas não sou um padrão a ser seguido, cada um de vocês é que vai saber do que precisa realmente para alcançar a felicidade e quais são as coisas, os sentimentos, que valem a pena preservar e aqueles que é preciso abrir mão.  Boa faxina!

==================================

Hora de fazer a faxina no guarda-roupa

*Sabina Donadelli

O final de ano está chegando e logo vai dar aquela vontade enorme de renovação. Como a vida não pode ser mudada assim, num passe de mágica, acabamos sempre usando as compras como uma válvula de escape. Então, que tal dar uma geral no seu guarda-roupa e planejar um pouco para tirar o melhor proveito desse profundo desejo de mudança?

A organização do guarda-roupa e elaboração de uma lista de “faltas” pode ser uma forma de você ir às compras e não se arrepender do dinheiro que gastou umas poucas semanas depois. Além disso, manter seu guarda-roupa bem organizado, com peças selecionadas, aumenta muito suas chances de estar sempre bem vestido.

Veja algumas dicas:

– Nunca guarde peças que não lhe servem mais.
– Passe para frente roupas, calçados ou acessórios que não foram usados nos últimos seis meses (honrosa exceção para roupas de frio, festa e praia)
– Crie o hábito de separar as peças, roupas e acessórios, por cor (isso facilita muito a vida na hora da finalização dos looks).
– Armazene as roupas de forma com que todas as peças fiquem visíveis (se você não enxerga o que tem no guarda-roupa vai acabar usando sempre as mesmas coisas).
– Ao comprar uma peça nova, tire uma similar – assim você nunca acumulará excessos.
– Não se preocupe com quantidade, pense em qualidade e só mantenha no uso peças que estejam realmente em bom estado de conservação.

Agora sim! Com uma boa noção do que você tem, pense no que vai fazer da vida nos próximos seis meses e compre o que achar que está faltando para dar um toque extra na sua nova fase. Sem gastar demais, você organiza seu look . Boa sorte!

* Sabina Donadelli é consultora de imagem e personal stylist (www.sabinadonadelli.com.br)

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigo, Comportamento, Moda, Serviços, Sociedade e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para *Hora de fazer a faxina no guarda-roupa

  1. Já fiz a minha faxina este final de ano, e o pior é que sobrou bem pouco no armário, arg…engordei !!!

    E decidi adotar o estilo minimalista… Ter menos, de melhor qualidade, e em estilo mais básico. (Tinha mais de oito peças de roupas ainda com etiqueta no meu armário, fora os sapatos que nunca usei)

    Deixar as extravagâncias apenas para momentos mais glamurosos.

    Vamos ver se consigo.

    Feliz 2010.

  2. Já fiz a minha faxina este final de ano, e o pior é que sobrou bem pouco no armário, arg…engordei !!!
    E decidi adotar o estilo minimalista… Ter menos, de melhor qualidade, e em estilo mais básico. (Tinha mais de oito peças de roupas ainda com etiqueta no meu armário, fora os sapatos que nunca usei)
    Deixar as extravagâncias apenas para momentos mais glamurosos.

    Vamos ver se consigo.

    Feliz 2010.

  3. Andreia disse:

    Estamos torcendo para que consiga! Um abraço.

  4. cassia disse:

    na verdade tenho uma pergunta!
    qual peças não devem faltar no guarda roupas, ou seja o que devo comprar, basicamente, para ter um guarda roupas s/ exageros, porém completo?

  5. Andreia disse:

    “Oi Cássia,

    A moda nunca deve ferir o estilo pessoal e suas roupas devem traduzir a sua personalidade. Evitar exageros é uma fórmula que nunca falha. Pelo menos para mim, menos é sempre mais na hora de me vestir. Isso não quer dizer que você não vá ter peças coloridas e nem que deve transformar o guardas-roupas num” closet de executiva”, mas é importante ter peças que entra estação, sai estação, combinadas e recombinadas com os acessórios certos, vão sempre te deixar up to date. Bom, não tem outro jeito a não ser apostar nas peças clássicas, aquelas que não caem de moda. Mesmo que durante o verão você compre aquele modelinho de vestido que é o hit do momento (eu sou louca por vestidos, tenho vários), a listinha do que considero básico é essa abaixo, mas indico que você pesquise outras opiniões, até para ter elementos suficientes para montar a sua própria opinião:

    – Vestido pretinho reto (o famoso pretinho básico, como o nome já diz, é tudo na vida de uma mulher)

    – calça jeans básica de corte reto, de preferência uma totalmente neutra, sem aplique, porque daí você pode combinar com acessórios ousados, sem ficar fake.

    – bolsas, cintos e sapatos na cor preta e marrom também são uma mão na roda, prefira aqueles modelos de saltinho médio, mais fechadinhos, tipo clássico mesmo. Eu colocaria uns dois modelos de tênis, tipo all star ou keds, que vão bem com vestidos, shorts, calça, legging e o que mais a imaginação mandar, a depender da ocasião e do senso de humor do dia. Adoro tênis, é a máxima expressão do conforto na minha opinião, só perde para as rasteirinhas, que são meu item de estimação.

    – camiseta branca e camisas de botão (manga curta e comprida, também brancas), essas não falham nunca. Trabalhei um tempo com assessoria de comunicação e as camisas de botão eram minhas companheiras inseparáveis. Além das brancas, eu, pessoalmente, gosto de algumas em tons como verde, vinho e amarelo (essas cores, pelo menos para mim, não caem de moda nunca).

    – um terninho (pode ser com calça ou saia) de preferência retas e as saias na altura do joelho. Não gosto tanto assim de terninhos, mas com os acessórios certos, fica-se belíssima e claro, tem ocasiões que exigem mesmo. A altura da saia é importante, mesmo que você seja adepta das minis, sempre vai ter uma ocasião que irá exigir um visual mais composto e alinhado e pernas de fora, a depender da circunstância e das combinações feitas, nem sempre fica alinhado.

    – uma calça preta, de tecido bom, que tenha bom caimento, e corte reto, pra você combinar com blusas de cores variadas.

    – um blazer também reto e preto, blazer preto é uma salvação, tanto nos dias frios quanto nos momentos que é preciso ter um ar mais sério. Mas você pode também ter um bege, ou de outra cor neutra da sua preferência.

    – sabe aquele conjuntinho de camisa e casaquinho (twin set?!), é bem alinhado para algum evento mais formal e pode ser combinado com calça reta ou saia reta. É bom ter uns dois desses, de cores diferentes. Um deles pode ter a camisa em gola v, pra variar.

    – camisetas de malha, lisas, e de cores variadas (pode ter verde, azul, vermelha, laranja, de manga curta e sem mangas) botando a calça jeans básica, dá pra fazer uma gracinha com as cores da camiseta”.

  6. sofia santos disse:

    boa tarde,sou a sofia mae de 3 meninos ,e queria pedir se alguem tiver roupas dos 4 aos 7 anos para menino contactem o 910614820 ou mandei-me um mail.obrigado

  7. Eliene Braga Mascarenhas disse:

    OI boa noite, sou Elane gostaria de fazer uma grande faxina no meu guarda roupa, pra ter uma ideia tenho roupas de 5a 6 anos e até de 16 anos atrás você acredita …. meu problema é o apego total , olha que todo ano dou muita roupa as pessoas mas, nen abala não sinto a falta porque sou uma compulsiva até em brecho saio comprando, também aumentei de 59 quilos para 78 quilos sou professora de educação física sou geminiana gosto de usar calças jeans cigarrete com salto bastante alto e blusas descoladas com um belo decote pois tenho seios grandes …. mas tenho que usar a roupa do meu trabalho que é totalmente diferente preciso usar tênis calça de malha e camiseta bem esporte pois trabalho com educação física, geralmente levo a roupa do trabalho em uma bolsa enorme e saio de casa, cheia de salto meus alunos reclamam .dizem nunca vi professora de educação física só andar de salto…é mais forte do eu ,não consigo me livrar dos saltos. o que você me aconselha para organizar melhor o meu guarda roupa, pois nunca acho nada as roupas caem sobre mim faço a maior bagunça me atraso para o trabalho e tem outra quando o guarda roupa está desorganizado minha vida fica igual nada dá certo nesse dia, muito obrigada beijos me ajude grata.

  8. Eliene, o passo mais importante é você praticar o desapego. Olhe suas roupas, aquelas que nunca não usou no último ano, separe para doação. Só aí você já vai fazer uma limpeza considerável. Com o que ficar, separe pelo que você tem em excesso… se você possui várias camitas brancas, não precisa desse excesso, separe algumas para dar. Para organizar, tente arrumar por tipo de roupa. Em um canto só as calças, em outro só as camisas… Assim você sempre vai saber localizar o que procura. Beijão e espero ter ajudado!

DEIXE UM COMENTÁRIO!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s